Palestrantes

Adilson Carvalho Silva

Setor Técnico-Científico da Polícia Federal em Salvador - BA

Bacharel em Contabilidade e em Direito, Especialista e Ciência Policial e Investigação Criminal, Mestre em Segurança Pública e Perito Criminal Federal.





Adriana Santos Ribeiro

UFAL - Universidade Federal de Alagoas - AL

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal de Alagoas (1996), Mestrado em Química e Biotecnologia pela Universidade Federal de Alagoas (1999) e Doutorado em Química pela Universidade Estadual de Campinas (2003). Atualmente é professor associado da Universidade Federal de Alagoas. Tem experiência nas áreas de Eletroquímica e de Polímeros, com ênfase em Polímeros Conjugados (síntese, caracterização e aplicações), atuando principalmente nos seguintes temas: síntese de derivados de polímeros conjugados, materiais eletrocrômicos e fluorescentes, dispositivos optoeletrônicos e, mais recentemente, aplicação de polímeros conjugados em Ciências Forenses. É orientador do quadro permanente dos Programas de Pós-Graduação em Química e Biotecnologia e no Programa de Pós-Graduação em Materiais, ambos pela Universidade Federal de Alagoas. Entre 2013-2015 realizou estágio sabático na Loughborough University, Inglaterra, em colaboração com o Professor Roger J. Mortimer.





Adriano Otávio Maldaner

Diretoria Técnico Científica da Polícia Federal em Brasília - DF

Mais de 20 anos de experiência em análise química e caracterização estrutural, química forense, química analítica instrumental, caracterização espectroscópica e aplicações industriais.

Atuou como chefe do Serviço de Química Forense do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal de 2008 a 2014.

Realiza análises e caracterização de drogas de abuso, como cocaína, heroína, anfetaminas e derivados, NSP, maconha, LSD, etc.

Tem experiência profissional e como orientador em programas de pós graduação em análises qualitativas e quantitativas com o uso de cromatografia gasosa com diversos detectores (e.g. FID, MS).

 





Alexandro Mangueira Lima de Assis

Instituto Nacional de Criminalística - DF

Possui graduação em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal da Paraíba (2002), Mestrado em Ciências da Saúde (Genética) pela Universidade Federal de Alagoas (2011), e Especialização (latu sensu) em Genética Forense pela Universidade Federal de Alagoas (2006) em parceria com a Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça. É Perito Criminal Federal da Polícia Federal (Ministério da Segurança Pública) desde 2003, professor da Academia Nacional de Polícia e membro da diretoria da Academia Brasileira de Ciências Forenses. Atualmente é chefe da Divisão de Perícias do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal e doutorando no Programa de Pós-graduação em Química e Biotecnologia da Universidade Federal de Alagoas. Tem experiência nas áreas de Genética, Química Analítica, Físico-Química Orgânica e Gestão Pública, atuando nos seguintes temas: Genética Forense, Biometria Forense, Química Forense e Criminalística.





Alice A da Matta Chasin

Faculdades Oswaldo Cruz

Doutorado em Toxicologia e Mestre em Análises Toxicológicas pela USP;  Professora Titular de Toxicologia e Coordenadora da Área de Saúde do Centro de Pós-Graduação das Faculdades Oswaldo Cruz. Especialista em Drogas de abuso com título conferido pela ONU (Organização das Nações Unidas).





Ana Flávia Belchior de Andrade

Polícia Civil do Distrito Federal - DF

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP (2001), mestrado em Biologia Celular e Molecular pela Fundação Oswaldo Cruz (2004) e doutorado em Biologia Celular e Molecular pela Fundação Oswaldo Cruz. É perita criminal e desenvolve atividades no campo das ciências forenses. Fez pós-doutorado como pesquisadora visitante na Universidade de Lincoln, Inglaterra. Tem experiência na área de química forense e atualmente é chefe da Seção de Perícias e Análises Laboratoriais da Polícia Civil do Distrito Federal.

 





André Tiago Pasternak Glitz

Ministério Público do Estado do Paraná - PR

Promotor de Justiça do Ministério Público do Estado do Paraná desde 2003; Designado de 2011 a 2016 para o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), Núcleo Regional de Curitiba/PR;  Designado desde 2016 para o Centro de Apoio Operacional das Promotorias Criminais, do Júri e de Execuções Penais do MPPR; Designado desde 2018 para o Grupo de Atuação Especial em Segurança Pública (GAESP) do MPPR; Professor da Fundação Escola Superior do Ministério Público (FEMPAR) – Investigação Criminal e Processo Penal; Masters of Laws (LL.M.) pela Escola de Direito da Universidade de Columbia, NY/USA; Diversos artigos publicados sobre os temas processo penal, investigação criminal e controle externo da atividade policial; Palestrante convidado para vários eventos sobre os temas processo penal, investigação criminal e controle externo da atividade policial.





Ashraf Mozayani

Texas Southern University - USA

Dr. Ashraf Mozayani is an international and nationally known forensic scientist for more than twenty years. Dr. Ashraf Mozayani is the executive director of forensic sciences and a professor at Texas Southern University.  Prior to this position, she was the crime lab director and chief toxicologist for Harris County Institute of Forensic Science.  Dr. Mozayani has a Pharm D, from University of Tehran in Iran and a Ph.D in Toxicology from University of Alberta in Edmonton , Canada as well she is  certified by American board of Forensic Toxicology.  She has authored and co-authored six books on topics, such as Evidence Collection From Scene to Court room, Crime Laboratory Management, Drug Facilitated Sexual Assault. and Drug Interaction. She is fellow of American Academy of Forensic Science and emeritus member of American Crime Laboratory Director,  a Senior Forensic Science Advisor and Instructor for the International Criminal Investigative Training Assistance Program (ICITAP), under the aegis of the Criminal Division of the U.S. Department of Justice. She has been a Senior Forensic Advisor to the government of Uzbekistan, Thailand, and also an ICITAP Forensic Science instructor for all aspects of laboratory management and toxicology laboratory operations in the countries of Morocco, Sri Lanka, Egypt, Turkmenistan and Costa Rica. Dr. Mozayani has been qualified testified as an expert witness in forensic toxicology and pharmacology in the states of Texas, Virginia, Maryland, Oklahoma, Florida, Kansas, California, Idaho, Montana, the Federal Court in Massachusetts, and the numerous Military Courts of the United States





Barry K Logan

Center for Forensic Science Research and Education (CFSRE) at the Fredric Rieders Family Renaissance Foundation - USA

Dr. Barry K. Logan is the Executive Director at the Center for Forensic Science Research and Education (CFSRE) at the Fredric Rieders Family Renaissance Foundation in suburban Philadelphia.

Dr. Logan is a Fellow of the American Board of Forensic Toxicologists (ABFT), and has over one hundred (100) publications and four hundred (400) presentations in forensic toxicology and analytical chemistry, including work on the effects of methamphetamine, cocaine and marijuana on drivers, drug caused and related death. His recent work has focused on the analytical and interpretive toxicology of emerging recreational and designer drugs.

Dr. Logan’s other appointments include Vice President of Forensic Science Initiatives, and Chief of Forensic Toxicology at NMS Labs in Willow Grove, Pennsylvania, where his responsibilities include management of toxicology resources, new test design and development, and expert testimony in forensic toxicology and chemistry and Executive Director of the Robert F. Borkenstein course at Indiana University.

He holds academic appointments at Indiana University, Arcadia University and Thomas Jefferson University.

In recognition of his work and contributions, Dr. Logan has received numerous national and International awards, and in 2013-14 served as President of the American Academy of Forensic Sciences (AAFS).

 

 

 

 

 





Bruno Rodrigues Trindade

Instituto Nacional de Criminalística - DF

Mestre em Ciência Animal e graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Goiás; Especialista em Documentoscopia pela Academia Nacional de Polícia; Graduado em Direito pela Universidade de Brasília; Administrador do Banco Federal de Perfis Genéticos; Professor de Cursos de Formação Profissional e de Especialização da Academia Nacional de Polícia; Perito Criminal Federal desde 2007.





Carmen Cinira Santos Martin

FMRP - USP

Profª Drª pela FMRP/USP, docente da Depto. do Patologia e Medicina Legal da FMRP/USP, mentora e criadora do CEMEL em Ribeirão Preto, docente de Medicina Legal do Instituto Oscar Freire FM/USP. Aposentada.





Celso Perioli

Polícia Científica de São Paulo - SP

Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais; Bacharel em Criminalística, pela Academia de Polícia Civil de São Paulo; Superintendente da Polícia Técnico-Científica de São Paulo, de 1998 – 2013; Secretário Nacional da Segurança Pública do Ministério da Justiça – 2016 a março 2017; Coordenador Geral do Centro Integrado de Comando e Controle - CICCR- SP - 2015; Coordenador da Comissão Estadual de Segurança Pública e Defesa Civil para os Jogos Rio 2016 (Olimpíadas e Paralimpíadas) no Estado de São Paulo – COESGE/SP; Professor da Academia de Polícia Civil de São Paulo; Dirigente da Unidade Docente de Criminalística da Academia de Polícia Civil de São Paulo; Professor de Criminalística do Instituto Oscar Freire, da Faculdade de Medicina da USP, no Curso de Especialização em Medicina Legal e Medicina do Tráfego; Instrutor Internacional de  Crime Scene Investigation- na US-PIT – United States Police Instructor Team – EUA-Orlando- Florida. Membro da IACP- International Association of Chiefs of Police; Membro ativo da ICSIA - International Crime Scene Investigation Association; Especialização em Crime Scene Investigation – Curso Avançado– nos EEUU, pela United State Police Instructor Team – US-PIT- Orlando Florida; Especialização em Crime Scene Investigation –HOMICIDE – também pela US-PIT Orlando Florida - 2010; Participou das Conferências Anuais da Associação Internacional dos Chefes de Polícia  – IACP- nos EUA, além de vários Congressos e Seminários de Criminalística e Medicina legal; Certificação pelo FBI - Federal Bureau of Investigation – para “Pronto Atendimento e Investigações em Incidentes com Agentes Químicos, Bacteriológicos e Nucleares (CBRN)”; Certificação da INTERPOL FIREARM FORENSIC SYMPOSIUM; Certificação na França da UNIVERSITÉ PARIS DESCARTES, na XX Jornada Internacional do Mediterrâneo de Medicina Legal, sobre Novas Tecnologias; Palestrante no “I CONGRESSO IBEROAMERICANO DE CIÊNCIAS FORENSES”, na INACIPE – MÉXICO; Palestrante da ESCOLA PAULISTA DA MAGISTRATURA no CURSO DE INICIAÇÃO FUNCIONAL NA MAGISTRATURA; Palestrante na OAB SP, na Comissão de Estudos sobre Perícias Forenses”; Participação com apresentações de trabalhos científicos na Jornada de Medicina Legal em FUNCHAL, Ilha de Madeira - Portugal;

 

 





Clarice Sampaio Alho

Pontifícia Universidade Católica - PUC - RS

Bióloga (UFRGS, Brasil); PhD Genética Molecular (UB, Spain); Pós-Doutorado Genética Forense (UCF, National Center for Forensic Science, USA). Professora e Pesquisadora da PUCRS (PPG Biologia Celular e Molecular); Coordenadora Laboratório Genética Humana e Molecular | Genética Forense PUCRS. Coordenadora Núcleo de Pesquisa Evidências Forenses PUCRS. Coordenadora BIOBANCO PUCRS. Coordenadora de Genética INCT-Forense. 





Cristiana Maria Palmela Pereira

Universidade de Lisboa - Portugal

- Licenciatura em Medicina Dentária pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, 2000.

- Pos Graduation in Research Training in Clinical Dental Research Methods, University of Washington, Seattle, USA, 2000.

- Mestrado em Medicina Legal e Ciências Forenses pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, 2005.

- Personal Identification by Dental Methods Training in the International Course in Forensic Odontology, International Organization of Forensic Odonto-Stomatology, Faculty of Dentistry and Faculty of Medicine, University of Oslo, Norway, 2005.

- Pós-Graduação em Avaliação do Dano Corporal Pós-Traumático pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, 2007.

- Doutoramento na Especialidade Medicina Legal e Ciências Forenses pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, 2010.

- Médica Dentista, inscrita na Ordem dos Médicos Dentistas, desde 2000.

- Consultora Científica com Especialidade Medicina Legal e Ciências Forenses, em Medicina Dentária Forense da Delegação do Sul do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, nos serviços de Clínica e Patologia Forenses, desde 2004. Foi distinguida no seu percurso profissional pelo Conselho Diretivo do INML e INMLCF. No seu percurso profissional conta com a participação em casos forenses nacionais e transnacionais.

- Perita em avaliação do dano corporal pós-traumático em Medicina Dentária Forense, com atividade pericial em várias áreas do direito: penal, trabalho e civil. Perícias no âmbito da Clínica e da Patologia Forenses, desde 2004, na Delegação do Sul do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses. Foi distinguida no seu percurso profissional pelo Conselho Diretivo do INML e INMLCF.

- Médica Dentista Forense do grupo de DVI português. No percurso conta com vários simulacros com participação a nível nacional e internacional. 

- Professora Auxiliar da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, desde 2010. O seu percurso académico iniciou como Assistente Estagiária de 2000 a 2005 e depois, como Assistente de 2005 a 2010.

- Professora Auxiliar Convidada do Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz, desde 2010.

- Professora Convidada de vários Cursos de Pós-Graduações, Mestrados e Doutoramentos.  

- Perita na área de Medicina Dentária Forense no Laboratório Ciências Forenses e Psicológicas Egas Moniz: direito trabalho, direito civil e direito penal.

- Investigadora Integrada do Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL), PEst-OE/MAT/UI0006/2014.

- Portuguese Forensic Odontologist in the working group of Forensic Odontology in DVI Interpol.

- Member inherited from University of Lisbon at the NIST-OSAC with vote permission – group Odontology, sub group Age Estimation. NIST-OSAC is a Governmental Organization of Scientific Area Committees for Forensic Science's Public Workspace from USA.

- Member of IOFOS as a Delegate of Portugal.

-Member of the executive Board of IOFOS in the group election committee. IOFOS is international organization for forensic odontology, 2017/2020 in the quality of IOFOS member as a Delegate of Portugal.

- Membro do Conselho Editorial da Revista Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial; Editorial Member of the International Journal of Dental Anthropology;  Editorial Member of the Journal of Forensic Science and Criminology; Editorial Member as Associate-Editor of the the World Research Journal of Dentistry.

- Ad-hoc reviewer de diversos jornais científicos internacionais: Journal of Forensic Dental Sciences, Journal of Comparative Human Biology, Bulletin of the International Association for Paleodontology, Journal of Clinical Pathology and Forensic Medicine e o Journal Dentistry: Current Research.

- Autora e co-autora de vários artigos científicos, capítulos de livros, livros, conferências, comunicações e pósteres apresentados em congressos nacionais e internacionais, incluindo no seu percurso profissional científico, alguns prémios científicos nacionais e internacionais, como primeira autora e como investigadora.

- Avaliadora externa de vários painéis de atribuição de bolsas de investigação a nível nacional e europeu (no âmbito da Cost Action).

 

 





Eduardo Mendes Cardoso

Setor Técnico-Científico da Polícia Federal em Belo Horizonte - MG

Engenheiro Químico formado pela UFRJ; Engenheiro de Segurança do Trabalho pela PUC/RJ; Mestre em Ciência dos Materiais pela COPPE/UFRJ e em Toxicologia Analítica pelo King’s College London; e Perito Criminal Federal desde outubro de 2002.





Erich Adam Moreira Lima

Setor Técnico-Científico da Polícia Federal em Palmas - TO

Possui graduação em Geologia pela Universidade de Brasília (2011), além de Mestrado em Geologia Regional (CAPES 6), com ênfase na temática de geoquímica e geocronologia em minerais acessórios (Alanita e Titanita), pela Universidade de Brasília (2014). Desde o ano de 2014, ocupa o cargo de Perito Criminal Federal da Polícia Federal. Também desempenha a função de técnico explosivista no Grupo de Bombas e Explosivos (GBE) da Polícia Federal, tendo atuado nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Tem experiência em diferentes áreas de perícia criminal ambiental – Desmatamento, Gemologia, Extração Mineral Ilegal, Poluição Hídrica, Sensoriamento Remoto, Poluição Hídrica.





Erick Simões da Camara e Silva

Núcleo Técnico-Científico da Polícia Federal em Santos - SP

Graduado em Engenharia Química (IME/RJ), Bacharel em Direito (UniRio/RJ), Especialista em Direito Processual Civil (UNISUL/SC-LFG), Mestre em Química (IME/RJ) e Mestre em Direito (UNIMES/SP). Atua como Perito Criminal Federal, desde 2003, com ênfase nas áreas de Documentoscopia, Química Forense e Análise de Locais de Crime. Conteudista, professor e orientador nos cursos de formação e de especialização em Documentoscopia da Academia Nacional de Polícia (ANP/DPF) e professor das disciplinas Estrutura Legal-Processual da Prova Pericial, Documentoscopia e Grafoscopia no curso de Perícia Criminal e Ciências Forenses do Instituto de Pós-Graduação (IPOG). Autor e organizador do livro “Documentoscopia: Aspectos Científicos, Técnicos e Jurídicos”.





Evandro Lorens

Instituto Nacional de Criminalística – DF

Natural de Belo Horizonte/MG; graduado em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, especialista em Telecomunicações e Redes de Comunicação pela UFES e mestre em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília – UnB; Perito Criminal Federal atualmente lotado na Unidade de Gestão Estratégica da Diretoria Técnico-Científica da Polícia Federal; Professor da Academia Nacional de Polícia – ANP, do Instituto de Pós-Graduação e Graduação – IPOG, e da União Pioneira Social – UPIS; Vice-presidente da Academia Brasileira de Ciências Forenses – ABCF e Diretor Técnico-Social da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais – APCF.





Hrvoje Brkic

University of Zagreb - Croácia

In 1988 he graduated from the School of Dental Medicine University of Zagreb. Ever since 1989 he has been working at the Department of Dental Anthropology. He has been teaching dental morphology and courses in Forensic dentistry in the graduate and post graduate studies. Until today he has been managing several national and international scientific projects as well as two projects financed by the EU. Since 2003 he has been the Vice Dean, and since 2012 he has been Dean of the School of Dental Medicine University of Zagreb. He has actively participated at numerous international conferences and he had published more than 150 scientific and professional publications, books and book chapters (WoS h-14). In 2012 he was awarded with Republic of Croatia National Science Award. Hrvoje Brkic is also a member of several interanational editorial boards and since 2006, he has been the editor in chief of the journal Acta Stomatologica Croatica. He is the President of IOFOS – International Organization for Forensic Odonto-Stomatology (2017-2020).

 





Lehi Sudy

Instituto Nacional de Criminalística – DF

Bacharel e licenciado em Física pela Universidade de Brasília. Mestre e Doutorando em Ciências Mecânicas na mesma universidade. Iniciou seu trabalho como Perito Criminal Federal no Setor Técnico Científico de Manaus, onde trabalhou com documentos, veículos, armas, computação forense, e processamento de locais de crimes. Atualmente exerce suas atividades na área de balística forense do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal em Brasília.

 





Lucas Blanes

Fundação Oswaldo Cruz - PR

Possui graduação em Ciências Biológicas (2001), mestrado em Bioquímica (2004) e Doutorado em Química Analítica (2008), todos cursados pela Universidade de São Paulo. Realizou também doutorado sanduíche pela universidade do Texas (2006) nos Estados Unidos, trabalhando no desenvolvimento de microchips destinados a análises de biomoléculas. Em 2008 começou a trabalhar na Universidade de Tecnologia de Sydney no departamento de Ciências Forenses, onde trabalhou por 10 anos. Já publicou 27 artigos científicos (~870 citações) sendo que dois artigos foram capa principal do jornal Lab-on-a-chip e Analytical Methods. Também publicou 4 capítulos de livro. Ganhou o prêmio de melhor artigo científico de 2013 pelo instituto nacional de ciências forenses da Austrália e possui uma patente na área de detecção de explosivos nos Estados Unidos. Já realizou diversos projetos em colaboração com a indústria e com agências Governamentais da Austrália como por exemplo a Polícia Federal, Departamento de Imigração e Departamento de Defesa da Austrália e Estados Unidos. Seu trabalho já foi apresentado em mais de 30 conferências em todo o mundo. Lucas tem mantido um forte interesse no ensino de estudantes de graduação, pós-graduação e estudantes internacionais. Ele já supervisionou 11 estudantes de iniciação científica, 2 estudantes de mestrado e uma de doutorado. Já conseguiu mais de AU$ 750,000 em projetos de pesquisa desde 2009 principalmente para o desenvolvimento de detectores de drogas e explosivos. Em janeiro de 2018 Lucas voltou ao Brasil, onde assumiu a posição de Especialista em Ciência e Tecnologia, Produção e Inovação em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) na Cidade de Curitiba, onde trabalha com o desenvolvimento de sistemas microfluídicos portáteis do tipo point-of-care para detecção de doenças.





Luciana Lobato Schmidt

Instituto Nacional de Criminalística – DF

Graduada como Farmacêutica Industrial pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (Faculdade de Farmácia, 1997), onde também realizou o mestrado em Química de Produtos Naturais (1999). Desde 2003 é Perita Criminal Federal da Polícia Federal. Desde 2007 é professora da Academia Nacional de Polícia nas disciplinas de Locais de Crime e Drogas de Abuso. Tem experiência na área de Análise Química Instrumental, com ênfase em Toxicologia Forense. Atuou no controle de dopagem em humanos, realizado pelo LAB DOP - LADETEC, durante os Jogos Pan-Americanos de 2007 no Rio de Janeiro. Desde 2017 é professora da ESP – Manaus na pós-graduação em Perícia Criminal e Investigação Forense na disciplina Toxicologia Forense.





Luiz Rodrigo Grochocki

Polícia Científica do Paraná - PR

Perito Criminal da Polícia Científica do Paraná lotado na Assessoria Científica da Secretaria de Estado da Segurança Pública, possui graduação em direito e engenharia, especialização em Estado Democrático de Direito pela Escola do Ministério Público do Paraná, em Direito Aplicado pela Escola da Magistratura do Paraná e Mestrado em Tecnologia pela PUCPR. Professor da Secretária Nacional de Segurança Pública, PUCPR, UTFPR, Escola de Governo do Paraná, Escola Superior de Polícia Civil, Academia de Polícia Militar do Guatupê. Chefe da Seção de Computação Forense de Curitiba, coordenador da Comissão de Ciências Forenses da ABNT, coordenador do grupo de elaboração de procedimento em Informática Forense da SENASP/MJ, membro da Comissão Especial de Perícia Criminal do Ministério da Justiça, membro da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses. Autor de livros como Tratado de Computação Forense, Procedimento Operacional Padrão, Legislação Ambiental do Paraná, Robótica Educacional, Rio +20: Perspectivas do Direito Ambiental. Revisor da Revista Brasileira de Criminalística, do periódico Engineering and Tecnological Innovation – IMETI e do periódico Engineering and Meta-Engineering – ICEME.





Mônica Paulo de Souza

Instituto Nacional de Criminalística – DF

Perita Criminal Federal. Mestre em Química Inorgânica, Bacharel e Licenciada em Química pela Universidade de Brasília – UnB. Atuou como Analista Operacional (Químico) na Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal – CAESB. Na Polícia Federal, trabalhou nos Estados de São Paulo e Piauí. Atualmente é responsável pelo Grupo de Drogas Sintéticas do Serviço de Perícias de Laboratório e Balística do Instituto Nacional de Criminalística na Polícia Federal e Membro de Grupo de Trabalho (ANVISA/PF/SENASP) que visa otimizar a forma de classificação e controle das substâncias entorpecentes, psicotrópicas, precursoras, proscritas, demais substâncias e plantas sujeitas ao controle especial. Professora em cursos promovidos pela Academia Nacional de Polícia. Participa de projetos de pesquisa envolvendo novas substâncias psicoativas por meio de convênio firmado com a UnB.





Narumi Pereira Lima

Instituto Nacional de Criminalística – DF

Engenheira com mestrados em Engenharia e Gestão e especializações em Gestão de Criminalística e Documentoscopia. É perita da Polícia Federal desde 2002, e Diretora de Relações Internacionais da SBCF. Professora (de Criminalística e Documentoscopia) na Academia Nacional de Polícia e do IPOG, ministrante de cursos e seminários nacionais e internacionais na área de documentos de segurança, como passaportes e identidades. É autora de capítulos especializados nos livros “Ciências Forenses” e “Documentoscopia: aspectos técnicos, científicos e legais”.





Paulo Akira Kunii

Setor Técnico-Científico da Polícia Federal em Curitiba - PR

Graduação em engenharia química no Instituto Militar de Engenharia, no Rio de Janeiro; Especialização em engenharia de processamento de petróleo na Universidade Petrobras; Especialização em perícias documentoscópicas na Escola Superior de Polícia da Polícia Federal.; É perito criminal na Polícia Federal desde 2009, quando tomou posse no estado do Amapá, e atualmente é lotado em Curitiba/PR.





Rhonan Ferreira da Silva

Polícia Científica de Goiás - GO

Cirurgião-dentista; Perito Criminal da Polícia Científica de Goiás; Mestre em Odontologia Legal UNICAMP; Doutor em Biologia Bucodental/Anatomia UNICAMP; Prof. de Odontologia Legal UFG.





Rodrigo Mayrink

Setor Técnico-Científico da Polícia Federal em Belo Horizonte - MG

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Minas Gerais, formação como perito criminal federal pela Academia Nacional de Polícia e mestrado em perícias criminais ambientais pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atua como perito criminal federal da Polícia Federal há mais de 15 anos, na área de perícias em crimes ambientais e perícias de local de crime, e como professor da Academia Nacional de Polícia.

É responsável pela realização de perícias no âmbito criminal relativas aos crimes de tráfico de animais silvestres, maus-tratos a animais e fraudes em produtos de origem animal, além de avaliação de danos ambientais ao meio biótico em perícias envolvendo empreendimentos minerários, agropecuários e industriais.

No caso do rompimento da barragem de Fundão, foi o responsável por coordenar a frente de trabalho pericial de constatação de danos à fauna.





Samuel Feurharmel

Setor Técnico-Científico da Polícia Federal em Goiânia - GO

Perito Criminal Federal classe especial; professor de cursos de formação e de especialização da Academia Nacional de Polícia; professor de cursos de pós-graduação na área de perícias documentoscópicas; autor dos livros Documentoscopia, aspectos científicos, técnicos e jurídicos e Análise grafoscópica de assinaturas; farmacêutico bioquímico (UFSM, 1987); especialista em docência universitária (Fac Lions, 2009).





Silvia Cazenave

Coordenadoria de Prevenção ao Uso de Drogas do Município de Campinas - SP

Doutora em Toxicologia e Mestre Análise Toxicológica FCF/USP; Perito Criminal Toxicologista do Instituto de Criminalística de Campinas desde 1987; Professora Titular de Toxicologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas desde 1989; Superintendente de Toxicologia da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) gestão 2014-2016. Especialista em Drogas de abuso com título conferido pela ONU (Organização das Nações Unidas - Divisão de Narcóticos). Atualmente, Coordenadora da Coordenadoria de Prevenção ao uso de drogas do município de Campinas.





Vilma Leyton

Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - USP - SP

Farmacêutica-bioquímica, mestre e doutora em Toxicologia pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo. Perita Criminal Toxicologista do IML de São Paulo por 30 anos (aposentada). Professora do Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina Social e do Trabalho da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.





Wanderson Romão

Universidade Federal do Espírito Santo - ES

Graduado em Química (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade Federal do Espírito Santo em 2006. Obteve seu Mestrado em Físico-Química pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) em 2009 e concluiu seu doutorado em Ciências pela mesma Universidade no ano de 2010 com a defesa da tese intitulada NOVAS APLICAÇÕES DA ESPECTROMETRIA DE MASSAS EM QUÍMICA FORENSE. No mesmo ano, o Prof. Wanderson iniciou seu pós-doutoramento na Universidade Federal do Espírito Santo até o ano de 2012. O Dr. Wanderson Romão é docente do Instituto Federal do Espírito Santo e professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Química da UFES desde 2012. O docente tem realizado pesquisas nas linhas de Química Forense, Espectrometria de Massas, Petroleômica, e Materiais Poliméricos, com diversos projetos fomentados por órgãos como CNPQ, FAPES e CAPES. É revisor de mais de uma dezena de revistas científicas de alto fator de impacto, com mais de 130 artigos publicados em revistas internacionais, 4 capítulos de livros publicados, e mais de uma centena de trabalhos apresentados em congressos nacionais e internacionais. O Prof. Wanderson já orientou ou co-orientou 15 dissertações de mestrado, 2 tese de doutorado e 2 supervisões de pós-doutoramento. São fatos que fizeram com que o Prof. Wanderson recebesse a Menção Honrosa em Reconhecimento às Contribuições ao desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Espírito Santo, prêmio concedido pelo Governo do Estado do Espírito Santo, bem como, o Prêmio Destaque forense de melhor artigo em Ciências Forenses no biênio 2014-2015 concedido pela Sociedade Brasileira de Ciências Forenses. Por estes motivos, o Prof. Wanderson é pesquisador de Produtividade em Pesquisa do CNPq Nível 2.





Patrocínio Ouro


Patrocínio





Expositores





Promoção e Realização


 

Organização


Apoio